slide projecao seminario diplomatico 2023

 

O Seminário Diplomático teve lugar na Fundação Oriente, em Lisboa, nos dias 3 e 4 de janeiro de 2023, reunindo presencialmente após a interrupção de dois anos motivada pela pandemia da Covid-19.

Na sessão de abertura, estiveram presentes decisores políticos, membros do Corpo Diplomático acreditado em Lisboa, chefes das Missões de Portugal no estrangeiro, diplomatas e outros responsáveis do Ministério dos Negócios Estrangeiros colocados em Lisboa, responsáveis da AICEP e do Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, e académicos ligados às relações internacionais.

A sessão foi aberta pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros, João Gomes Cravinho, que traçou os atributos que caracterizam um mundo em mudança, relacionando-os com as oportunidades e os desafios que se oferecem e impõem na definição da política externa portuguesa.

A oradora convidada desta edição do Seminário foi a Ministra dos Negócios Estrangeiros da Alemanha. Annalena Baerbock centrou a sua intervenção no estreitamento da relação bilateral e nos instrumentos de diálogo e de coordenação da ação entre Portugal e a Alemanha. Os temas da Europa e do seu funcionamento, o novo contexto geopolítico, a segurança, e o ambiente e a transição energética foram também tratados pela Ministra alemã.

Já em registo fechado, limitado aos dirigentes do MNE e chefes de Missão, foram analisadas as oportunidades e os desafios das migrações, tendo o Diretor-Geral da Organização Internacional das Migrações, António Vitorino, apresentado uma comunicação focada nos efeitos gerados pela pandemia da Covid-19 e pela guerra na Ucrânia, nas dificuldades na reunião dos recursos financeiros necessários para combater as crises humanitárias, e nos impactos das alterações climáticas na mobilidade das populações.

O Seminário incluiu outros três painéis temáticos. O painel sobre a recuperação da economia portuguesa foi moderado por Nicolau Santos, Presidente da RTP, e contou com as intervenções de Cristina Casalinho, administradora não executiva da Fundação Calouste Gulbenkian, e de António Costa Silva, Ministro da Economia e do Mar. O painel dedicado à transformação do panorama geoestratégico foi moderado pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros e contou com as intervenções da Ministra da Defesa Nacional, Helena Carreiras, e dos académicos Ana Santos Pinto e Carlos Gaspar. Por fim, o painel sobre segurança energética em Portugal e na Europa foi moderado Jorge Vasconcelos, administrador da Fundação Calouste Gulbenkian, e contou com as comunicações de Nelson Lage, Presidente da ADENE, e do investigador José Félix Ribeiro.

Tiveram igualmente lugar os habituais painéis regionais, onde se reuniram chefes de missão e chefias por área geográfica. No grupo África a moderação esteve a cargo de Francisco André, Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, e contou com o contributo especial de Rita Laranjinha, Diretora África do Serviço Europeu de Ação Externa da União Europeia. No grupo América a moderação foi de Paulo Cafôfo, Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas. No grupo Ásia, foi Bernardo Ivo Cruz, Secretário de Estado da Internacionalização  que liderou o debate. No grupo Europa, moderou Tiago Antunes, Secretário de Estado dos Assuntos Europeus. O grupo Médio Oriente e Norte de África contou com a orientação de Rui Vinhas, Diretor-Geral de Política Externa.

Durante o Seminário, foi apresentado o Plano Estratégico 2030 do cluster do calçado português desenvolvido pela APICCAPS. Manuel Carlos, Presidente-Executivo e Vasco Rodrigues, da Universidade Católica do Porto, apresentaram as quatro prioridades da nova estratégia – Qualificação de Pessoas e Empresas, Produtos e Processos Sustentáveis, Flexibilidade e Resposta Rápida e Presença Ativa nos Mercados – reforçando a importância das redes diplomática e da AICEP na construção de uma nova década de crescimento no setor.

Duarte Ricciardi e Sebastião Ribeiro, da Comissão Organizadora da Jornada Mundial da Juventude em Lisboa, estiveram também no Seminário Diplomático para reportar sobre a organização do projeto e apelar à colaboração da rede diplomática na comunicação com os jovens de todos os países do mundo.

O Prémio Francisco de Melo Torres atribuído ao “Diplomata Económico do Ano” foi entregue a Francisco Ribeiro de Menezes, Embaixador de Portugal em Berlim, pelo seu contributo para a participação de Portugal como País Convidado na Hannover Messe de 2022 e para o aprofundamento das relações económicas entre Portugal e a Alemanha.

Intervenções em pdf.

  • Partilhe